Pedro Bandeira na Bienal do Livro do Ceará

21/04/2010 17:19

 

Pedro Bandeira fala no encontro dos Agentes de Leitura sobre o domínio da língua e a conquista da liberdade

 

O sábado foi pleno de bons momentos para quem visitou a IX Bienal Internacional do Livro do Ceará. Um deles foi protagonizado pelo escritor Pedro Bandeira. Autor de livros de bastante sucesso entre o público infanto-juvenil, Bandeira explanou sobre a importância da palavra, a leitura e o conhecimento para o desenvolvimento de uma nação.

O autor falou para um público formado em sua maioria por adolescentes e destacou o papel da leitura como base de todo o conhecimento e como uma vida sem livros e sem o domínio de sua própria língua é um dificultador para a construção da liberdade por parte do indivíduo.

Nos primeiros minutos do encontro, Pedro Bandeira perguntou o que é ser rico. Diversas respostas foram ouvidas da platéia. Ele, então, como bom contador de histórias, fez-se entender através de uma parábola entre um rico fazendeiro dono de terras, mas analfabeto, e um pobre que vive de cuidar da terra, mas que possui o domínio das letras. Entre gracejos e doses de realidade, citando momentos da história do Brasil desde a colonização aos dias atuais, o escritor cita também a tecnologia como agregadora e facilitadora de conhecimento. Segundo ele, a tecnologia não acaba com a escrita, apenas apressa.


Pedro Bandeira participou da Bienal do Livro em um encontro com os participantes do Projeto Agentes de Leitura do Ceará e com o público, com mediação do escritor e um dos coordenadores do evento, Raymundo Netto.


Este ano, a Bienal do Livro tem como tema “O Livro e a Leitura dos Sentimentos do Mundo”. O evento reúne alguns dos principais nomes da literatura nacional, editoras, livrarias e profissionais que compõem as cadeias do livro e da leitura. O evento é uma ação de política pública do Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), visando o acesso ao livro e debates, numa promoção pelo Sindicato do Comércio Varejista de Livros do Estado do Ceará (Sindilivros) e apoio da Coelce, Sesc-Ce e Café Santa Clara.

 

fonte: http://www.bienaldolivro.ce.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=146:pedro-bandeira-fala-no-encontro-dos-agentes-de-leitura-sobre-o-dominio-da-lingua-e-a-conquista-da-liberdade-&catid=2:noticias&Itemid=11

Voltar